Acessibilidade Contraste

Notícias

Secretaria de Meio Ambiente, Defesa Civil e Causa Animal

Taquara decreta situação de emergência em razão da estiagem

23/03/2023

Créditos: Divulgação/Prefeitura de Taquara

Compartilhe:

Município estima prejuízo de R$ 19 milhões na agropecuária

Foi decretada situação de emergência em Taquara na segunda-feira passada (13) por causa da estiagem que afeta o Município e diversas cidades gaúchas, em razão do fenômeno climático “La Niña”, somado às altas temperaturas recentes e aos baixos índices de chuva. A decisão busca permitir que o Município solicite recursos junto ao Governo Federal, além de facilitar que agricultores prejudicados com a seca possam renegociar financiamentos com instituições bancárias. Somente no setor agropecuário, o prejuízo está estimado em cerca de R$ 19 milhões, segundo dados apurados pela Defesa Civil, junto com a Emater, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Taquara e a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural. 

“Choveu pouco em nossa cidade nos últimos meses, e isso prejudicou muitos moradores, principalmente aqueles que vivem da agricultura no interior. Com este decreto, poderemos ampliar as ações da Administração Municipal com a comunidade mais atingida”, explica a prefeita Sirlei Silveira. 

Este é o terceiro decreto de situação de emergência feito pela atual Administração Municipal. Em 2022, outro decreto foi elaborado também em razão da seca. E neste ano, foi feita a decretação de situação de emergência por causa da tempestade que atingiu o Município em 26 de janeiro. 

Ações para a redução dos prejuízos

Para a contenção dos danos causados pela estiagem, o Município já realizou outras ações. Atualmente, a Defesa Civil faz a distribuição de água potável para 11 famílias, duas vezes por semana, além da conclusão de um poço comunitário na localidade de Ilha Nova, construído com recursos próprios e fundos vinculados. “Ao longo desta Administração Municipal, já conseguimos também três cisternas e oito micro açudes. Neste mês, realizaremos a perfuração de outro poço, em Santa Cruz da Concórdia. Estas instalações nós conseguimos captar junto ao Governo do Estado”, aponta o secretário de Meio Ambiente, Defesa Civil e Causa Animal, Matheus Modler.

Além disso, também já foram feitos 60 novos bebedouros e limpeza de reservatórios, através do programa Patrulha Agrícola, da Secretaria de Agricultura, e a entrega de 10 reservatórios de 500 litros cedidos pela Defesa Civil às famílias com problemas de abastecimento. “Agora nós vamos pedir por recursos junto ao Governo Federal, para a perfuração de mais poços, e a criação de extensões hidráulicas para atingirmos mais pessoas. Também pediremos valores para adquirir reservatórios de água maiores”, completa o secretário.

Com a entrega dos laudos técnicos sobre os prejuízos de Taquara para o Governo do Estado, a expectativa é de que em breve seja homologado o decreto de situação de emergência na cidade. O passo seguinte será o reconhecimento por parte do Governo Federal. “Isso vai possibilitar que, após essa tramitação, consigamos receber o aporte financeiro da União para minimizar os danos que a estiagem causou no nosso Município”, finaliza Matheus.

 

Compartilhe:

de

0

Leia notícias relacionadas