• Carreteada na Expocampo
  • Varal Solidario
  • Desfile Natal Mágico
  • Jogos Estudantis de Taquara
  • Praça Beira Rio
  • Conscientização sobre a Dengue nas escolas
  • EMEI Vovó Arlete
  • Festa das Crianças

Editorias
Quarta-feira, 07 14:59 - Gabinete da Prefeita

Prefeitura de Taquara esclarece informações sobre real situação da pandemia no município

O município de Taquara, assim como todas as cidades do Brasil, sofreu com o avanço da pandemia causada pela Covid-19 em março de 2021 e não mediu esforços, dentro de suas possibilidades, para mitigar as consequências geradas por esse vírus. Causou espanto reportagem veiculada no Jornal NH na edição do dia 6 de abril, sobre os números relacionados a mortes e infectados pelo vírus. A Administração Municipal informa que os dados apresentados pelo veículo de comunicação são parciais e foram analisados de maneira duvidosa, não apresentando fonte de onde foram extraídos.

 

A reportagem inicia lembrando que Taquara era “exemplo” de combate à pandemia em meados de 2020, quando a propagação do vírus em nada se compara ao momento atual. Independente da região, todo o Estado tem sofrido de maneira similar os efeitos catastróficos da ampla e rápida circulação do vírus. Sendo assim, comparar os dois períodos (junho de 2020 e março de 2021) é ilusório, sendo que todo o Rio Grande do Sul e Brasil tiveram piora considerável em seus cenários.

 

Um dos dados apresentados sem contextualização pela reportagem é sobre o número de infectados, informando que quase 60% dos casos no município foram registrados nos primeiros três meses. Cabe salientar que Taquara passou a realizar mais testagens de pacientes sintomáticos, o que elevou o número de pacientes positivos. De julho a dezembro de 2020, foram realizados 726 testes, destes 45% foram positivos. Já no primeiro trimestre de 2021, o município testou, apenas no Centro Covid, 3.685 pacientes sintomáticos, com uma taxa de 35% de pacientes positivos, o que representa um aumento próximo de 407,58% no número de testagens quando comparado ao ano anterior, mas uma redução no percentual de infectados. Isto nos leva a constatar o óbvio, ao se testar um maior número de pessoas, teremos um maior número total de pacientes positivos em função da alta taxa de transmissão da Covid-19. Este aumento de testagem não é considerado na reportagem, o que demonstra carência na informação.

 

No tocante aos óbitos pela Covid-19, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, Taquara registrou 51 óbitos a mais em março quando comparado com fevereiro deste ano, e não 62 como apontado na matéria, o que representou um aumento de 340%. No entanto, a taxa de mortalidade do município não é a maior da Região Taquara e ficou abaixo dos 386% de aumento registrado no mesmo período no Rio Grande do Sul. Ao não analisar o cenário das cidades vizinhas a Taquara, deixando de fazer um comparativo mais justo analisado pelo número de habitantes, a reportagem mostrou-se parcial.

 

A Administração Municipal também esclarece os reais dados do Painel Coronavírus RS (https://ti.saude.rs.gov.br/covid19/), os quais são atualizados diariamente, que mostram que, até a tarde de terça-feira, a Região de Taquara ocupava a 13ª colocação no Estado em relação a mortes pela Covid-19, com 208,5 óbitos a cada 100 mil habitantes, o que difere do dado divulgado pela reportagem veiculada pelo Jornal NH, que não informa a fonte. No tocante ao ranking geral, a cidade de Taquara ocupa a 59ª posição no que se refere a óbitos por 100 mil habitantes (atualização das 13h desta quarta-feira).

 

Em relação ao local onde está instalado o Centro Covid, cabe destacar que a Administração não tem custo algum com o aluguel, visto que o proprietário cedeu o local sem ônus para o município. Além disso, é nele que se  trabalha com diagnóstico e tratamento. Não se tem protocolo. Não se tem “kit covid”. Tem-se teste rápido antígeno (swab), anamnese do paciente com equipe de enfermagem e médico e a partir da testagem, do tempo de sintomas e fase da doença, se estabelece a medicação a ser prescrita pelo médico com anuência do paciente. Tem-se um rol de medicamentos que fazem parte da REMUME.

 

A Administração Municipal reforça que respeita e defende a liberdade de imprensa, assim como respaldada pela Constituição, e admira e apoia o trabalho dos profissionais do Jornalismo, que neste 7 de abril comemoram o seu dia. Porém, todas as informações precisam ser esclarecidas, sem tendências nem ideologias. Por isto vem a público explicar os fatos que precisavam ser elucidados.

Acessibilidade

A + A A -
Prefeitura Municipal de Taquara (RS)
Rua Tristão Monteiro, 1278
Fone (51) 3541.9200