• Festa das Crianças
  • Praça Beira Rio
  • Conscientização sobre a Dengue nas escolas
  • Jogos Estudantis de Taquara
  • Desfile Natal Mágico
  • EMEI Vovó Arlete
  • Varal Solidario
  • Carreteada na Expocampo

Editorias

Passeio Cultural de Taquara

Com o objetivo de valorizar e preservar o patrimônio histórico material e imaterial de Taquara, o folder do Passeio Cultural de Taquara, funciona como um guia, o material gráfico revela a história de 20 pontos históricos do Município, localizados na área central. Há um mapa ilustrado, contendo a localização dos pontos históricos, facilitando a compreensão e auxiliando na localização das áreas que serão conhecidas pelos visitantes num passeio feito a pé com duração de uma hora. 

Telefone para contato: (51) 3542.9200 - ramal 205

     CITY TOUR  HISTÓRICO EM TAQUARA
(Roteiro feito a pé com duração de aprox. 01 hora)

Pontos Visitados (Siga a imagem do mapa anexada abaixo):

1. COLÉGIO SANTA TERESINHA
O colégio Santa Teresinha iniciou suas atividades no ano de 1927, na Casa Paroquial da Igreja Católica, com 50 alunos. Em abril daquele mesmo ano passou a funcionar definitivamente no prédio atual. Neste prédio, anteriormente, funcionava uma cervejaria que pertencia à Família Grün. A administração do colégio pertence desde o início à Congregação Católica das Irmãs de Notre Dame.

2. IGREJA CATÓLICA  e IGREJA EVANGÉLICA
A Igreja Católica - fundada em 22/01/1884, a Paróquia Senhor Bom Jesus possui construção em estilo Românico. Sua inauguração oficial foi no ano de 1921, após o término da construção das três torres, adro e muro com grades. A imagem do Senhor Bom Jesus, padroeiro da Paróquia, foi oferecido por Tristão José Monteiro e remonta a fundação da povoação do município, tendo sido trazida por Antônio Borges de Almeida Leães em sua bagagem.
A Igreja Evangélica da Paz - sua fundação oficial foi em 18/10/1874, a torre e os sinos foram inauguradas no ano de 1888. A contrução em estilo neogótico foi inaugurada no ano de 1935 e o relógio colocado no ano de 1944. A Igreja Evangélica da Paz foi tombada no ano de 2001 pelo município.

3. BAZAR E LIVRARIA SALAZAR
De propriedade da família de Edmundo José Salazar, o mais antigo e tradicional bazar e livraria do Município ainda em funcionamento e no seu endereço original. O prédio foi comprado no ano de 1939 e sofreu poucas modificações em sua fachada ao longo dos anos.

4. TERRENO ONDE SE LOCALIZOU A PRIMEIRA CASA DE ALVENARIA DO MUNICÍPIO - Esquina na rua Guilherme Lahm e Júlio de Castilhos
Da construção original nada mais resta, senão o terreno e a história que nos conta que ali foi construída a primeira casa de alvenaria da nossa cidade de propriedade do Sr. Guilherme Lahm, no ano de 1849. A referida residência serviu, na época, para encontro dos colonos que ali chegavam oriundos dos mais diferentes pontos da região para transações comerciais. Sua parte social serviu para confraternizações e integrações destes colonos.

5. TERRENO ANTIGO CINEMA / CAFÉ CENTRAL
O Prédio que anteriormente ocupava este terreno abrigou o primeiro Cinema de Taquara (Cine Teatro 15 de Novembro), inaugurado em 15 de novembro de 1920, de propriedade da família de Adolfo Faedrich. Posteriormente, o Cinema passou a se chamar Cinema Central e instalou-se ali um café e bar, com restaurante e música ao vivo. O local, naquela época, foi muito frequentado por políticos e pela elite taquarense, além de ter sido ponto de encontro e namoro dos jovens de então. Observa-se que hoje, neste terreno, está construído um prédio de salas comerciais e apartamentos. 

6. GRANDE HOTEL TAQUARA
Da construção da década de 1920, resta a fachada superior ainda conservada. O Grande Hotel Taquara foi um dos primeiros hotéis instalados no município e referência em hospedagem na região até o final da década de 1950. O térreo do hotel abrigava a recepção com entrada interna para os quartos localizados no andar superior. Junto à recepção havia um café e atrás um restaurante com salão. Hoje existe no local um supermercado.

7. CLUBE COMERCIAL
Caminhando do lado esquerdo da rua Júlio de Castilhos e subindo em direção à Praça, chegamos em frente ao prédio do “CLUB - COMMERCIAL” de Taquara, construído no ano de 1926. Este funciona até hoje, teve sua parte interior e exterior toda restaurada. A vida social de Taquara era concentrada no Clube Comercial e na Sociedade 5 de Maio.

8. CICS/VP
Ao lado encontra-se o prédio da CICSVP – Clube da Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Paranhana, cujo prédio foi inaugurado em 1918 para sediar a agência local do Banco da Província, no qual somente sete cidades do RS sediaram esta agências (o que demonstra o poderio econômico da cidade de Taquara naquele contexto). O vultoso prédio tem estilo Eclético, sua arquitetura é assim considerada por possuir características arquitetônicas dos seguintes gêneros: Art-Nouveault, Neoclássico e Barroco. Foi restaurado em 1970. Algum tempo atrás começaram a desmanchá-lo e houve um movimento da população que impediu que o destruíssem, então o prédio foi tombado em 1992 como Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural do Rio Grande do Sul. É o único prédio tombado de Taquara. Sua beleza retrata o período áureo vivido pelo município durante as primeiras décadas do século XX, quando a importância política e econômica refletiu na arquitetura da cidade.

9. PRAÇA MARECHAL DEODORO
Agora atravessaremos a rua em direção ao Centro da Praça Marechal Deodoro que leva o nome do primeiro Presidente da República do Brasil e de onde poderemos visualizar o Marco Zero do Município (local em que são medidas as distâncias da nossa cidade em relação às demais). Olhando a nossa esquerda observamos:

10. ANTIGA CASA DE ZINCO - SANTANDER
Esta foi a primeira casa da cidade a ter telhado de zinco, ela pertenceu a Tristão José Monteiro. Foi nesta casa, que ele faleceu sem assistência médica, aos 76 anos de idade e foi sepultado no Cemitério Municipal de Taquara no dia 09 de julho de 1892. A casa foi denominada pela comunidade local como “A Casa de Zinco”. Hoje neste local está localizado o Banco Meridional Santander .

11. BUSTO DE TRISTÃO JOSÉ MONTEIRO
O terreno para a construção da praça Mal. Deodoro foi doado por Tristão José Monteiro – o fundador da Colônia do Mundo Novo e, este busto foi construído em sua homenagem no ano de 1946, em ocasião também à comemoração dos 100 anos da Imigração Alemã no nosso Estado.

12. PALÁCIO MUNICIPAL CORONEL DINIZ MARTINS RANGEL
Nesta altura, olhando em frente observamos a imponente construção do Prédio da Prefeitura Municipal de Taquara - O Palácio Municipal Cel.Diniz Martins Rangel - que leva o nome do prefeito responsável pela sua construção em 1908. Em estilo neoclássico, foi palco de importantes decisões políticas do município. O prédio era dividido em três poderes: no primeiro andar, localizava-se a administração Municipal, Gabinete do Prefeito, tesouraria e os arquivos; no segundo andar localizava-se o Fórum e os cartórios; e no térreo, localizava-se o destacamento da Polícia Municipal, destacamento da Brigada Militar, Delegacia de Polícia e Junta de Serviço Militar.

13. PRÉDIO EBLING & FLECK
O prédio visto a nossa direita  leva o nome dos dois sócios que o construíram em 1910 - Ebling & Fleck - Foi uma das primeiras casas comerciais registradas e de maior importância em Taquara, era um grande mercado diversificado, nela os comerciantes e produtores efetuavam trocas de produtos secos & molhados. No final da década de 1930 foram representantes Singer e Ford. Mais recentemente o prédio abrigou mercados e um Bingo.

14. CASA VIDAL
Em direção ao outro extremo da Praça, olhamos para a diagonal acima e vemos o Prédio da “Casa Vidal”, como era conhecida. Esta casa trata-se do segundo prédio de alvenaria a ser construído na nossa cidade. Seus tijolos foram unidos com o pó das conchas marinhas vindas de Nossa Senhora da Conceição do Arroio (hoje Osório). Foi edificada na segunda metade do século XIX, no ano de 1882, pelo coronel Jorge Fleck, que governou Taquara por um curto e perturbado período na época da Proclamação da República. A Casa Vidal foi um dos pontos comerciais mais importantes de Taquara, nessa casa eram comercializados tecidos, roupas e ferragens, era ponto referencial para qualquer viajante que aqui chegasse. (Fonte - Jornal Panorama Ed.1712 - Coluna opinião do leitor, autor: Dr. Alberto Martins).

15. JOALHERIA LAUBE
Agora, na nossa frente e à esquerda está localizado o Prédio da Joalheria Laube cuja construção data do ano de 1921, originalmente a parte superior de onde hoje avistamos as belas torres era somente um grande terraço, após alguns anos o pai da atual proprietária - Srª Inha Matzenauer - construiu as torres (na época moda na Alemanha, de onde ele era oriundo).

16. RESIDÊNCIA DA FAMILIA RANGEL
Em direção ao Museu Histórico, podemos observar nesta rua (Tristão Monteiro) várias casas e prédios antigos. Destacamos a casa da família Rangel por ser centenária, estar bem conservada e ainda pertencer a família que a construiu; apesar de ter sofrido um aumento na sua estrutura original, manteve o estilo da construção original
 
17. VILA ERNESTINA
Caminhando agora na rua Tristão Monteiro (lado esquerdo) observaremos  A “Vila Ernestina”, construída na década de vinte, do século passado, tem seu nome em homenagem a esposa do Intendente (Prefeito) e engenheiro Arnaldo da Costa Bard que a construiu. O Intendente Arnaldo da Costa Bard foi considerado um dos melhores prefeitos da história de nossa cidade, na sua gestão de 1920 a 1924, realizando muitas mudanças na cidade de Taquara como: a estrada de ferro ligando Taquara a Canela, inaugurada em 14 de agosto de 1924. No seu governo o centro de Taquara passou a ter iluminação elétrica, na época um dos primeiros municípios a ter esse tipo de iluminação, além de obras que visavam melhorias para a qualidade de vida da população como: o asseio público (primeira forma de tratamento de esgoto) e o matadouro público. Para realização de todas estas obras foi preciso a vinda de um locomóvel (usina de energia), que foi instalada junto ao que hoje é o Bairro Empresa.

18. MUSEU HISTÓRICO MUNICIPAL
Seguiremos para o Museu Histórico Municipal Adelmo Trott, onde faremos uma breve visita sob a orientação do Sr. Carlos Eduardo Trott (funcionário / filho do homenageado com o nome do museu). O museu foi inaugurado no ano de 1931, possui um rico acervo que conta a História de Taquara. Funciona de segundas a sextas-feiras no horário das 08h30min às 11h30min e das 13h30min. às 17h30min, com entrada franca. Recebe visitantes de excursões, turistas e alunos para a apreciação de inúmeras ilustrações sobre a história do município, com peças, utensílios, documentos e relíquias de fatos e pessoas ilustres. Pode ser encontrado tudo sobre a história dos primeiros habitantes de nossa cidade.

OBS:. O Museu Municipal Adelmo Trott está localizado atualmente junto ao Museu Arqueólogico do RS - Marsul, na localidade de KM 4.

19. CASA DIENSTMANN E CONJUNTO DE CASAS VIZINHAS
Agora, já em direção à Praça Mal. Deodoro, no mesmo lado da calçada do Museu Histórico seguiremos nosso passeio observando o número de construções antigas que a rua Tristão Monteiro preserva, chegando então, a Casa Dienstmann, construída em 1913, onde ainda conservam-se os Leões protegendo a escadaria. Foi um grande ponto comercial onde a venda inicial era de tecidos e com o tempo passou a ser de roupas.
Os leões da escadaria representam o “poder” e a influência que os moradores tinham sobre a sociedade Taquarense no início do século XX. Uma das casas comerciais mais antigas do município que encerrou suas atividades no ano de 2006. Registramos também que no final do ano de 2005 um pedaço do prédio ruiu (esquina).

20. O FOGÃO GAÚCHO
Finalizando o passeio turístico histórico no Centro de Tradições Gaúchas, “O Fogão Gaúcho”,  originou-se das rodas de chimarrão de grupo de pessoas amigas que se reuniam no escritório de Advocacia do Dr. Antônio Aguiar. A água era sempre mantida “no ponto”, graças a um minúsculo fogãozinho, alimentado por carvão e nós de pinho, em torno do qual proseavam, abordando diversos assuntos. Á medida que os dias e meses passavam, aumentava o número de interessados em participar das reuniões. Mais tarde transformou-se em um Centro Cívico Gaúcho, cujo Diretor era o Dr. Olavo Cyro Dutra Freitas.Em 07 de agosto de 1948, foi fundado “O Fogão Gaúcho”, cuja denominação se deve à existência daquele pequeno fogãozinho.

Fotos

Passeio Cultural 2 imagens na galeria

Foto:

Foto:

Acessibilidade

A + A A -
Prefeitura Municipal de Taquara (RS)
Rua Tristão Monteiro, 1278
Fone (51) 3541.9200